As oliveiras da Fazenda Verde Oliva

A olivicultura orgânica e biodinâmica, um projeto histórico no Brasil

Fabricado através de um processo único, o azeite brasileiro da Fazenda Verde Oliva em Delfim Moreira no Estado de Minas Gerais, tem um compromisso com a sustentabilidade ao usar os recursos naturais de forma responsável e consciente para garantir que continuem existindo pelas próximas gerações.

O olhar amoroso da família Yamaguti é o que garante uma safra sofisticada, saborosa e autêntica, repleta de características que somente as oliveiras orgânicas e biodinâmicas podem oferecer. Nós conversamos com Luiz Yamaguti, que não esconde a felicidade e o orgulho em oferecer o primeiro azeite extra virgem biodinâmico da América Latina.

Jornal Onews: O que representa ser Orgânico e Biodinâmico?

Luiz Yamaguti: Representa não só uma metodologia de trabalho com a terra rela­cionada com os processos vivos, as estações do ano, os movimentos lunares, o preparo e o uso dos preparados biodinâmicos em nossas plantas, mas principalmente uma responsabilidade e um compromisso com todos os seres envolvidos nesta cadeia de atividades.

O objetivo final é entregar aos consumidores conscientes um azeite limpo e puro, para que possam ter mais uma opção de alimentação proporcionando mais saúde e bem-estar para todos.

Jornal Onews: Quando o plantio se iniciou no Brasil e como são as fases de plantio e colheita?

O plantio comercial de Oliveiras no Brasil é muito recente. Podemos dizer que os pomares comerciais mais antigos tem em média 15 anos. Normalmente plantamos as mudas oliveiras entre setembro e janeiro. As colheitas das azeitonas no Brasil ocorrem normalmente entre fevereiro e abril.

Jornal Onews: Quais as etapas no processo do azeite orgânico e biodinâmico desde o solo?

Para o plantio das Oliveiras no processo biodinâmico, o solo deve ser oriundo de uma agricultura orgânica. Nestes solos são aplicados compostos e preparados biodinâmicos. Durante todo o ano aplicamos vários preparados biodinâmicos com o objetivo de entregar mais vigor e energia às plantas. A colheita é feita de forma manual e o azeite é extraído logo após a colheita no Lagar Certificado Biodinâmico instalado na Fazenda.

“Neste momento de pandemia que estamos vivendo, é muito importante que todos consumam alimentos saudáveis,

livres de aditivos químicos e agrotóxicos.

Todos sabem que o organismo com vitalidade e saudável está muito mais preparado para se defender dos vírus. “

Luiz Yamaguti

 

Todo o sistema de processamento possui certificado orgânico e biodinâmico (DEMETER) pelo IBD e alvará sanitário da ANVISA.É extraído a baixa temperatura e com um conjunto de cuidados que evitam a presença desnecessária de ar, água, calor, luz e bagaço, agentes estes prejudiciais à qualidade do azeite.

A colheita das azeitonas é feita deforma cuidadosa e seletiva num sistema manual azeitona por azeitona (drupa a drupa) num estágio de maturação homogêneo, na cor verde palha, quando elas possuem a maior quantidade de componentes que são benéficos à saúde.

Em seguida as folhas e as frutas retiradas vão para lavagem eliminando quaisquer impurezas. Em seguida as frutas são encaminhadas ao moinho onde é feita a trituração.

O processamento é realizado no Lagar em modernos equipamentos importados da Itália. Após obter-se uma pasta homogeneizada em extração a frio com a temperatura abaixo de 28 graus, é levada à centrifugação horizontal para dar início ao processo de separação entre a fase líquida (azeite e água) e a fase sólida (matéria seca das frutas).

Na sequência virá a centrifugação vertical onde um separador é responsável por separar perfeitamente líquidos com densidades distintas, para então termos o azeite.

O azeite é armazenado em tanques de aço inoxidável em atmosfera neutra (nitrogênio). O início do envasamento só se dá após 30 dias, para que haja a decantação de quaisquer resíduos de azeitona que possam estar em suspensão.

Todo azeite extraído permanece armazenado em tanques com nitrogênio. Enfim o azeite é envasado em vidro envelopado em preto para desacelerar a degradação do azeite.

Obtém-se então um azeite autêntico extra virgem, fresco, livre de contaminantes e impurezas, apontado como um super alimento que regulariza o colesterol, inibe a diabetes, regulariza a pressão arterial, combate a osteoporose e rejuvenesce a pele.

A parceria com a Fazenda Portuguesa de Azeite ACUSHLA

A Fazenda Verde Oliva, após pesquisar produtores internacionais de azeites de oliva orgânico, firmou parceria, há dois anos, com a empresa portuguesa ACUSHLA que produz azeites de alta qualidade com vários prêmios internacionais, na região de Trás-os-Montes em Portugal. Hoje fazem de duas a três importações por ano do azeite e envasam em Lagar Verde Oliva nas embalagens de 250 ml, 2 litros e 3 Litros. É uma parceria de sucesso para os orgânicos reconhecida por ambos países.

Imagem da Fazenda ACUSHLA As oliveiras e a colheita manual Créditos da imagem: Quinta do Prado, Vila Flor

 

Azeite orgânico biodinâmico Verde Oliva
Cachoeira na propriedade Verde Olive
Fazenda Verde Oliva
Oliveiras da Fazenda Verde Oliva

Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Colheita das azeitonas. Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Azeitonas. Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
Produção do azeite orgânico biodinâmico na Fazenda Verde Oliva
O empresário Luiz Yamaguti, proprietário da Fazenda Verde Oliva